Nós respeitamos sua privacidade.

Privacidade: sim! Por que então Cookies? Simplesmente, porque eles ajudam a personalizar nossos serviços para você, por exemplo assim:

  • reduzindo os cliques necessários para encontrar a informação desejada ;
  • mostrando apenas o que você quer ver ;
  • oferecendo somente publicidade personalizada e menos alheia ;
  • Ajudando-nos a financiar um serviço meteorológico mundial de precisão gratuito e de alta qualidade.

Clique em "Aceitar e continuar" para aceitar os cookies, ou clique abaixo para alterar suas configurações de cookie.
Você pode alterar ou revogar seu consentimento a qualquer momento. Mais informações.

Ajustes

Verão recorde em 2018 na Europa Central

Na Europa Central, a estação de crescimento de 2018 foi quente e tão seca como raramente vista antes. Isto é ilustrado por uma análise rápida da precipitação nas regiões europeias, que compara a precipitação mensal de abril a julho de 30 cidades da Europa e a média dos últimos 30 anos.

Em cada uma das 30 localidades, há um forte declínio na precipitação de abril a julho de 2018, com mais de duas vezes mais precipitação em abril do que em julho. Essa tendência pode ser bem observada no noroeste da Europa; em Bruxelas (BE), a precipitação mensal ficou acima da média de 30 anos, enquanto maio e junho foram mais secos do que a média e julho foi o mais seco desde 1985. Em Berlim (DE), embora pareça que em março choveu o suficiente, somente abril teve mais chuvas do que o normal. No geral, houve uma redução de precipitação de quase 1/3 durante os 4 meses em comparação com a média.

Estocolmo (SE) foi de longe o mais seco dos 30 lugares analisados. Um total de 76 mm de precipitação caiu durante o período de quatro meses, de acordo com o nosso modelo NEMS12. A quantidade média de precipitação durante este período de tempo é de 165 mm (NEMSGLOBAL), que é mais do que o dobro de 2018. Este período de 4 meses em Estocolmo é o mais seco nos últimos 35 anos.

O gráfico mostra os 2 anos com a precipitação mínima e máxima desde 1985, a quantidade de chuvas por mês, em média, e para 2018.

20180805035348_Precipitation-comparison-

Esta análise também mostrou que os locais na costa (por exemplo, Marselha, Nantes, FR; Lisboa ou Porto, PT) ou pelo menos perto do mar (Paris, FR) eram mais propensos a receber mais precipitação do que a média, enquanto os lugares mais centralmente localizados no continente (por exemplo, Basileia, CH; Dortmund, DE; Praga, CZ, Viena, AT) tiveram mais meses secos do que o habitual. O Sudoeste foi mais húmido que o habitual: p.e. Porto (PT), com quase 450 mm de precipitação durante o período de quatro meses, foi o local mais chuvoso dos 30; mais da metade desta chuva caiu em abril, enquanto junho e julho também tiveram valores acima da média de chuvas.

20180803134357_news2_440x220.jpg

Para a semana atual, oferecemos um desconto especial de 50% para todas as compras de history+, para que você possa fazer suas próprias comparações para o(s) lugar(es) de sua preferencia. Experimente e insira o código do cupom para sua compra: history+20180805heat . Respondemos às suas perguntas aqui.

Escrever um comentário

Você precisa de uma conta meteoblue para comentar os artigos